Como um chefe tóxico contamina o ambiente de trabalho

Recentemente o site Valor Econômico divulgou uma notícia sobre denúncias de assédio sexual e de um aparente ambiente tóxico no trabalho.

A pesquisadora Abigail Phillips, da Alliance Manchester Business School analisou uma amostra internacional de 1.200 funcionários de empresas de diversos setores em busca dos efeitos de trabalhar com um chefe que apresente traços de comportamento psicopata — como impulsividade, pouco controle das próprias ações, e pretensão a manipular os outros — e narcisista, o que inclui sentimentos de grandeza e necessidade de ser admirado.

De acordo com Abigail, na medida em que esses traços de personalidade foram encontrados em gestores, maior era a prevalência de bullying no ambiente de trabalho, insatisfação com o emprego, estresse, depressão e de um comportamento improdutivo entre os subordinados.  Os resultados apontam ainda que, além dos efeitos no bem-estar das equipes, os funcionários também acabam desenvolvendo um comportamento tóxico. Mas também é possível que as companhias façam intervenções para diminuir esses comportamentos.

Como podemos te ajudar?

A RHMED é especialista em Saúde Ocupacional e Segurança no Trabalho e atua há mais de 20 anos no mercado. São mais de 400 mil vidas atendidas por profissionais qualificados e dedicados aos clientes.

Viabilizando a educação e informação dos colaboradores da empresa sobre os mais variados temas relacionados à qualidade de vida dentro e fora do ambiente de trabalho, promovemos palestras que englobam outros aspectos da qualidade de vida. Podendo ser voltadas ao entretenimento, e assim motivar, melhorar o humor, ou mesmo para abordar outros aspectos importantes para a saúde e o bem-estar.

A RHMED também está nas redes sociais! Siga nosso perfil no LinkedIn!

 

Para ler a matéria original, é só clicar aqui!
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *