O Dia Mundial do Diabetes tem como objetivo alertar sobre a prevenção e o controle do diabetes. A doença acomete cerca de 14 milhões de pessoas no Brasil.

Dia Mundial do Diabetes: Prevenção e mudança de hábitos ajudam no combate à doença

Alertar para a importância da prevenção e do controle do diabetes, ajudando a prevenir suas complicações, está no centro das discussões do Dia Mundial do Diabetes, lembrado nesta quarta-feira, 14 de novembro. A doença é crônica e acomete cerca de 9% – 14 milhões de pessoas – de toda a população do Brasil. Os dados do Ministério da Saúde e da International Diabetes Federation (IDF).

O que caracteriza o diabetes:

O diabetes se caracteriza pelo o aumento da glicose (açúcar) no sangue e, caso não seja tratado, pode causar doenças graves, como cardiovasculares e acidente vascular cerebral (AVC), levando também à cegueira e à amputação de membros. Há três tipos de diabetes: o 1, caracterizado pela deficiência absoluta da insulina e mais frequente em crianças e adolescentes (entre 10 e 14 anos) ou de forma gradual em adultos; e o tipo 2, caracterizado pela resistência e deficiência na secreção de insulina; e o diabetes gestacional, sem causa específica e que, por isso, torna o exame pré-natal ainda mais imprescindível.

 

Dia Mundial do Diabetes: Como combater a doença:

O consenso entre especialistas é que a prevenção é uma das principais armas de luta contra o diabetes. A manutenção do peso normal, principalmente em pacientes com história familiar da doença, a prática regular de atividade física, a ingestão de alimentos pobres em gorduras e açúcar, não fumar, a adoção de um cardápio rico em fibras, importante para uma boa digestão, e evitar medicamentos que ampliam o potencial de agressão ao pâncreas são medidas eficazes no combate ao diabetes.

 

RHMED é referência em Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho no Brasil e conta com unidades próprias no Rio de Janeiro e São Paulo , além de uma ampla rede de prestadores distribuídas em todas as regiões do Brasil. Clique aqui para ler nossos artigos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *