Posts

Desafio de evitar acidentes dentro e fora das empresas

As empresas são formadas por pessoas. E pessoas, como se sabe, exigem atenção e cuidados. O que à primeira vista pode parecer excesso de zelo, na verdade, significa: não se descuide daqueles que estão ao seu lado e que dão vida ao ambiente de trabalho. A segurança ocupacional tem, entre suas preocupações, não só implantar medidas efetivas que evitem acidentes, mas também práticas e precauções capazes de prevenir doenças ligadas à rotina laboral. Uma empresa só é saudável se seus colaboradores também o forem, certo?

Vencida essa etapa, propomos a você um desafio: transfira agora toda a preocupação que tem com a equipe à sua volta para o conjunto da sociedade. Entenda que prevenir acidentes é uma responsabilidade que, obrigatoriamente, transcende o ambiente de trabalho. Pense, então, de forma ainda mais global: uma empresa só é saudável se evita acidentes e assegura o bem-estar de todos.

TRABALHAR COM SEGURANÇA É POSSÍVEL

Nada disso é utopia, mas sim visão do espaço e da importância que as empresas têm na sociedade, trata-se de uma nova visão de mercado. Uma sociedade que sabe que acidentes podem ser evitados por adoção de metidas efetivas e – e na maior parte das vezes – simples de prevenção.

Assim como não podemos descuidar do que acontece intramuros na empresa, não podemos descuidar com os que nos cercam no bairro, na cidade e daí em diante. Sobreviver no mercado é aprender a construir ambientes livres de acidentes, saudáveis e produtivos interna e externamente, é gerar credibilidade nas intenções e ações.

E credibilidade e confiança são construídas com base na responsabilidade social, na aceitação de que temos que cuidar uns dos outros. É prevenir acidentes que nada de ruim atinja quem quer que seja por nossa causa. Empresas que não se prepararam para o pior podem pagar um altíssimo preço por isso. Não conte com o acaso, mas sim com medidas concretas de segurança.

É muito comum no mercado os negócios administrarem possibilidades de acidentes com técnicas de gestão de riscos. A reflexão importante da RHMED|RHVIDA aqui é se de fato estamos tomando decisões considerando todos os riscos ou se estamos com uma visão parcial e convivendo com a próxima tragédia.

O QUE SÃO EMPRESAS SEGURAS

Ser uma empresa segura dá muito trabalho. Não tem atalhos para isso. Exige muita transparência, coragem, disciplina e empenho para trabalhar de maneira séria esse assunto. Isso envolve os executivos de alto escalão das empresas, o conselho de administração, os clientes, os investidores, os fornecedores, enfim, todos os stakehoders de uma empresa.

Não faltam exemplos consistentes para comprovar a importância da prevenção de acidentes e evidenciar o estrago que postergar decisões representa para um grupo empresarial, independentemente do seu tamanho, atividade, histórico, posição na bolsa etc. Bancar a avestruz já balançou empresas poderosas, que poderiam, por meio de medidas preventivas, ter escrito outra história para si e para os outros.

O petroleiro Exxon Valdez e a BP no Golfo do México – responsáveis por tragédias ambientais cujos efeitos são sentidos ainda hoje na natureza -; TAM e o desastre aéreo em 2007, que matou 199 pessoas; o incêndio na boate Kiss; Samarco e Vale, com os catastróficos rompimentos de barragem em Mariana e Brumadinho; e o incêndio no CT do Flamengo, que matou dez jovens atletas, são apenas alguns casos em que tudo poderia ter sido diferente.

Cabe a cada empresa decidir que tipo de história quer protagonizar. A RHMED|RHVIDA já escolheu a sua escolhemos a nossa, que é livre de acidentes. E você? Estamos aqui para ajudá-lo, conte conosco.

Vamos falar de segurança?

A sabedoria popular costuma dizer que é melhor prevenir do que remediar. Parece simples, até um pouco óbvio, que se antecipar aos acontecimentos negativos para evitá-los é prova de bom senso. A chamada unanimidade em torno do tema, no entanto, não é o suficiente para fazer com que a teoria se transforme em prática. Boas intenções, por si só, não são capazes de tornar o ambiente de trabalho um lugar saudável e com segurança.

É preciso tratar o tema segurança como estratégico e promover um aumento no nível de consciência de todos sobre a importância de se colocar a vida das pessoas sempre em primeiro lugar.

Ficamos muito abalados com os eventos catastróficos que ocorreram no início desse ano. O ano de 2019 entra para a história do país com duas graves tragédias: o terrível acidente da Vale em Brumadinho e o incêndio no CT do Flamengo que levou 10 meninos à morte.

É PRECISO DIALOGAR

Como somos a RHMED|RHVIDA empresa líder no setor de saúde e segurança ocupacional decidimos nos mexer. E a melhor forma que encontramos foi influenciar nossos clientes, fornecedores, credenciados, parceiros entre outros, a tratar segurança de uma maneira diferente.

Eu estudei em boas escolas e não me recordo de ter sido exposto durante o período de minha educação fundamental ao tema segurança. Nunca fiz um simulado de incêndio no tempo de colégio. E conversando com vários amigos percebi que, até hoje, isso é comum. Fica aqui a pergunta: por que não se ensina cuidados básicos de segurança já na escola? Será que se isso fosse amplamente difundido não teríamos uma consciência melhor?

Imaginem se os meninos do Flamengo tivessem essa consciência? Poderiam ter se negado a dormir em um local sem rota de fuga, sem detector de fumaça, sem alarme de incêndio. Será que chegou na mesa do Presidente do Flamengo a decisão de economizar alguns mil reais na instalação desses equipamentos? Acho difícil… Aí é meu ponto. Falta consciência de segurança. Falta transparência também.

Entendo que para evoluir e melhorar devemos trabalhar muito! E penso de forma estruturada, após algumas reflexões sobre a seguinte pergunta: O que estamos fazendo de errado? O que deveria mudar?

NOSSA OPINIÃO:

  1. Educação: Temos que ser ensinados o quanto antes, nas escolas, universidades, cursos e etc sobre segurança e comportamento seguro;
  2. Transparência: Todos deveriam ter acesso aos riscos que estão correndo;
  3. Fiscalização: Órgãos do Governo e independentes devem fiscalizar as atividades das empresas, sob a ótica de segurança ou dano a vida;
  4. Punição: tem que existir gestão de consequência para os casos de negligência e/ou erro. Como você acha que vamos resolver isso? Vamos esperar a próxima tragédia para se mobilizar?

 

Bom, a RHMED|RHVIDA estará aqui toda semana para promover algo que já é uma prática em muitas empresas, um Diálogo Semanal de Saúde e Segurança. Vamos trocar ideias, compartilhar boas práticas, chamar a atenção para riscos potenciais e pontos que nem sempre são considerados a tempo, transmitir e multiplicar informação – sempre correta e clara – para que o dia a dia de trabalho seja mais seguro e saudável.

A criação do nosso canal de comunicação não poderia acontecer num período mais adequado. Este mês celebramos o Abril Verde, campanha de conscientização e orientação que objetiva prevenir acidentes e doenças ocupacionais. Será um período de reflexão e amplos debates sobre a importância de se desenvolver uma cultura genuína de prevenção no país, capaz de melhorar a convivência e o ambiente de trabalho.

Segurança é direito, mas também obrigação. E estamos aqui para mostrar como é possível trabalhar com mais responsabilidade e menos riscos, envolvendo todos em torno de um só objetivo.

Junte-se a nós. Contamos com você!

Hábitos saudáveis em casa e no trabalho

Data que faz parte do calendário oficial do Ministério da Saúde, o Dia da Saúde e Nutrição, lembrado em 31 de março, tem o objetivo de conscientizar a população sobre a importância hábitos saudáveis: boa alimentação e hidratação dentro e fora de casa. O simples hábito de beber a quantidade de água recomendada por especialistas pode evitar doenças.

 

“Tão importante quanto manter uma rotina saudável de alimentação em casa é estendê-la ao ambiente de trabalho. Hidratar-se, corretamente, por exemplo, contribui para evitar diversas doenças, como sobrepeso, resfriado, sinusite, cálculos urinários, constipação, síndrome do intestino irritável e gota (enfermidade reumática). Beber água também proporciona benefícios ímpares, ajudando a melhorar a concentração, a qualidade do sono e a memória. Ao dar maior disposição para atividades físicas, há vantagens também para a produtividade em ambiente de trabalho”, assegura o diretor-médico da RHMED|RHVIDA, Dr. Geraldo Bachega.

 

O médico frisa ainda que, além da hidratação ideal, bons hábitos alimentares no trabalho são cruciais para uma nutrição completa: “O dia a dia do colaborador é corrido, prejudicando a manutenção de uma rotina saudável. Mas é preciso ter ciência de que o bem-estar deve estar sempre em primeiro lugar. E isso se traduz em medidas imprescindíveis, como manutenção do peso, ingestão de alimentos pobres em gorduras e açúcares, adoção de um cardápio rico em fibras, frutas, legumes e verduras, redução do consumo de sal, adoção de quatro refeições por dia – café da manhã, almoço, jantar e os lanches –, sem abrir de nenhuma e sempre com a ingestão sem pressa e prazerosa. E importante: tudo deve ser consumido com moderação, nada em excesso”, esclarece o especialista em medicina ocupacional.

 

No trabalho e em casa, o hábito da boa nutrição deve contar com aliados indispensáveis: “Evitar ou cessar o tabagismo, manter uma agenda regular de exercícios e evitar quadros que comprometem o equilíbrio socioemocional – como o estresse e a fadiga – são, juntamente com a boa nutrição, os grandes amigos da saúde. Se a pessoa mantiver esses pilares em dia, as atividades diárias, na residência e em ambiente organizacional, e o bem-estar físico e mental serão uma página no capítulo da vida saudável”, finaliza o diretor-médico da RHMED|RHVIDA, Dr. Bachega.

 

Sobre a RHMED|RHVIDA

Empresa pioneira na prestação de serviços de saúde e segurança, a RHMED|RHVIDA acumula 22 anos de experiência, com sedes no Rio de Janeiro e em São Paulo, com atendimento em todos os estados do Brasil. A empresa apresenta ampla rede de prestadores credenciados, distribuídos por todas as regiões do Brasil, sendo referência no suporte a corporações para que reduzam seus custos com saúde ocupacional e assistencial por meio da inteligência na gestão. Anunciou, em maio de 2018, acordo de compra da RHVida, já aprovada pelo Cade. Com a aquisição, a RHMED|RHVIDA se torna a maior empresa focada em medicina ocupacional do Brasil, com 600 colaboradores e responsáveis pelo atendimento a mais de 2.500 empresas em todo o país.

Dia Internacional de Prevenção às Lesões por Esforços Repetitivos

O afastamento do trabalho por até 15 dias é uma das consequências das lesões por esforço repetitivo e distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho (LER/DORT). A doença ocupacional, cujo Dia Internacional de Prevenção é lembrado nesta quinta-feira, 28, atinge trabalhadores de diversos setores em todo o mundo. No Brasil, dados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) revelam que as LER são responsáveis por 11% de todo o universo de benefícios acidentários liberados pela previdência social em 2017, sendo fraturas de perna e tornozelo, punho e mão estão as segunda e terceira maior causa de afastamento.

Analisando exclusivamente os benefícios concedidos por adoecimento em função do trabalho, números do INSS mostram que 15% das causas de afastamentos se enquadraram nos seguintes quadros: lesão no ombro, sinovite (inflamação em uma articulação), tenossinovite (inflamação ou infecção na bainha que cobre o tendão) e mononeuropatia dos membros superiores (lesão no nervo periférico). Outro levantamento sobre a doença ocupacional chama a atenção: Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada pelo IBGE, revelou que, em 2013, 3.568.095 trabalhadores disseram ter tido diagnóstico de LER/DORT. O instituto diz ainda que entre as doenças ocupacionais as LER são as mais frequentes nas estatísticas da Previdência Social.

OPINIÃO DO ESPECIALISTA

“O quadro de Lesões por Esforços Repetitivo/Distúrbios Osteo Musculares Relacionados ao Trabalho (LER/DORT), que tem a dor como primeiro sinal, se caracteriza posturas inadequadas, movimentos repetitivos e sobrecarga física no ambiente de trabalho, pressão psicológica e estresse, acometendo homens e mulheres em idade produtiva. Formigamento, dormência, certa insensibilidade ou fraqueza para segurar objetos também são sintomas”, explica o diretor-médico da RHMED|RHVIDA, dr. Geraldo Bachega, especialista em medicina do trabalho, que complementa: “Também é importante que colaboradores fiquem atentos a sinais de evolução lenta e gradual, como fadiga, inchaço de membros superiores e inferiores, rigidez dos músculos, impactos nos membros e desânimo”.

O médico reforça que prevenção e ambiente de trabalho que contemple qualidade de vida física e mental de colaboradores são os pontos-chave para que as lesões por esforços repetitivos não façam parte da rotina organizacional: “Ao primeiro sintoma, busque auxílio especializado, evitando a evolução clínica do quadro. Redução da necessidade do número de repetições, pausas e exercícios preparatórios e compensatórios, adaptação do mobiliário e redução do quadro de estresse, entre outras, são medidas eficazes que devem ser incorporadas ao dia a dia do colaborador, ajudando a prevenir o quadro de LER/DORT. Promover programas de estímulo à prática regular de atividades físicas e ingestão frequente de líquidos, principalmente, água, também são ações fundamentais para a prevenção do cenário de LER/DORT, além de ajudar diretamente na manutenção da saúde”, ressalta o diretor-médico da RHMED|RHVIDA, dr. Geraldo Bachega, especialista em medicina do trabalho.

Sobre a RHMED|RHVIDA 

Empresa pioneira na prestação de serviços de saúde e segurança, a RHMED|RHVIDA acumula 22 anos de experiência, com sedes no Rio de Janeiro e em São Paulo, com atendimento em todos os estados do Brasil. A empresa apresenta ampla rede de prestadores credenciados, distribuídos por todas as regiões do Brasil, sendo referência no suporte a corporações para que reduzam seus custos com saúde ocupacional e assistencial por meio da inteligência na gestão. Anunciou, em maio de 2018, acordo de compra da RHVida, já aprovada pelo Cade. Com a aquisição, a RHMED|RHVIDA se torna a maior empresa focada em medicina ocupacional do Brasil, com 600 colaboradores e responsáveis pelo atendimento a mais de 2.500 empresas em todo o país. v

Dia Nacional da Mamografia

O câncer de mama feminino é responsável por 28% dos casos novos a cada ano, com estimativa é de 59.700 ocorrências em 2018 e 14.388 óbitos de acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Por conta da alta incidência, o Dia Nacional da Mamografia, lembrado nesta terça-feira, 5 de fevereiro, chama a atenção de mulheres país afora para a importância da mamografia como um importante protagonista do diagnóstico precoce da doença.

 

O exame, disponível o Sistema Único de Saúde (SUS), ajuda a identificar lesões na mama em fase inicial, e na redução da mortalidade. Especialistas reforçam que todas as mulheres podem e devem fazer o autoexame. No entanto, a mamografia é imprescindível no calendário de saúde feminino, tendo recomendação anual após os 40 anos, segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia.

 

A ultrassonografia das mamas também deve ser realizada. Outros pontos importantes observados por médicos são: aliar a realização periódica da mamografia à manutenção de bons hábitos de saúde – como prática de exercício físico e alimentação saudável –, a fim de minimizar fatores de risco, ajudando efetivamente na prevenção do câncer de mama.

COMO PODEMOS TE AJUDAR?

A RHMED é especialista em Saúde Ocupacional e Segurança no Trabalho e atua há mais de 20 anos no mercado. São mais de 500 mil vidas atendidas por profissionais qualificados e dedicados aos clientes. Conheça mais sobre a RHMED aqui!

Dia da Previdência Social e Dia Nacional do Aposentado são lembrados neste 24/01

Nesta quinta-feira, 24 de janeiro, duas datas importantes para a população brasileiras são lembradas: o Dia da Previdência Social, órgão brasileiro que completa 96 anos, e o Dia Nacional do Aposentado. Importante ferramenta de segurança para o trabalhador após o tempo mínimo de contribuição e que materializa a função da previdência social no Brasil, a aposentadoria representa também um acolhimento socioeconômico em condições de impedimento laboral, permitindo que o trabalhador tenha direito a pagamento de auxílios, salário-maternidade e pensão por morte.

Dados divulgados pela Secretaria de Previdência indicam que, mensalmente, a Previdência paga mais de 29 milhões de benefícios somente no Regime Geral de Previdência Social (RGPS), transferindo para a economia do país valor superior a R$ 36,9 bilhões. Além de movimentar capital econômico, especialistas dizem que uma boa aposentadoria pode ser fruto de investimento contínuo em Segurança e Saúde do Trabalho (SST), instrumento estratégico para qualidade de vida do colaborador durante a carreira e na aposentadoria.

Sobre a RHMED

Empresa pioneira na prestação de serviços de saúde e segurança, a RHMED acumula 22 anos de experiência, com sedes no Rio de Janeiro e em São Paulo, com atendimento em todos os estados do Brasil. A empresa apresenta ampla rede de prestadores credenciados, distribuídos por todas as regiões do Brasil, sendo referência no suporte a corporações para que reduzam seus custos com saúde ocupacional e assistencial por meio da inteligência na gestão. Anunciou, em maio, acordo de compra da RHVida, já aprovada pelo Cade.  Com a aquisição, a RHMED se torna a maior empresa focada em medicina ocupacional do Brasil, com 600 colaboradores e responsáveis pelo atendimento a mais de 2.500 empresas em todo o país.

Dia Nacional do Combate ao Câncer: RHMED reforça cuidados preventivos

Hoje, 27 de novembro, é o Dia Nacional do Combate ao Câncer. A data foi estipulada pelo Ministério da Saúde para ampliar o conhecimento da população a respeito da doença e, sobretudo, incentivar sua prevenção e diagnóstico precoce.

Atualmente, segundo dados do governo, os cânceres mais incidentes na população brasileira são os de pele, próstata, mama, cólon e reto. Os especialistas são unânimes em afirmar que a prevenção é o melhor tipo de tratamento para a doença, bem como a consulta regular a um médico.

O que é?

Câncer é o nome dado a um conjunto de células que se dividindo-se rapidamente, que tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, gerando a formação de dois tipos de tumores: o tumor maligno e o tumor benigno. O tumor é uma massa localizada de células que se multiplicam vagarosamente e se assemelham ao seu tecido original.

Principais tipos de Câncer e prevenção:

  • Câncer do colo uterino: é causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano –  HPV. Essas alterações das células são descobertas facilmente no exame preventivo (Papanicolaou) e são curáveis na quase totalidade dos casos. Para prevenir-se, é necessário vacinar crianças e as adolescentes de 9 a 14 anos contra o HPV; usar preservativo em todas as relações sexuais e manter em dia o exame preventivo.
  • Câncer de próstata: é o câncer que ocorre em uma pequena glândula em forma de noz que envolve a uretra masculina logo abaixo da bexiga urinária, podendo ser sentida através do exame de toque retal. Como prevenção, é preciso manter uma alimentação saudável e o peso corporal o equilibrado e fazer o exame regularmente.
  • Câncer de mama: é uma doença resultante da multiplicação de células anormais da mama, que forma um tumor. Para detectar precocemente o câncer, a mulher precisa realizar regularmente o auto exame, anualmente a mamografia e, após os 55 anos, de seis em seis meses.
  • Câncer de pele: O câncer da pele é o tipo de tumor mais incidente na população – cerca de 25% dos cânceres. É definido pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. O dermatologista está na linha de frente na prevenção, diagnóstico, tratamento e acompanhamento do problema. Usar diariamente protetor solar; beber água regularmente para hidratação da pele e evitar a exposição exagerada ao sol são algumas das dicas de prevenção.

 Sobre a RHMED

Empresa piorneira na prestação de serviços de saúde e segurança, a RHMED acumula 22 anos de experiência, com sedes no Rio de Janeiro e em São Paulo e atendimento em todos os estados do Brasil. A empresa apresenta ampla rede de prestadores credenciados, distribuídos por todas as regiões do Brasil, sendo referência no suporte a corporações para que reduzam seus custos com saúde ocupacional e assistencial por meio da inteligência na gestão. Anunciou, em maio, acordo de compra da RHVida, já aprovada pelo CADE. Com a aquisição, a RHMED se tornou a maior empresa focada em medicina ocupacional do Brasil, com 600 colaboradores e responsáveis pelo atendimento a mais de 2,5 mil empresas em todo o país. Veja matéria completa aqui!

Dia 16 de outubro é Dia Mundial da Alimentação

O dia 16 de outubro é marcado pela comemoração do Dia da Mundial da Alimentação em diversas partes do mundo. A data foi implementada para alertar sobre a importância alimentação saudável, acessível e de qualidade, mas também aponta para os problemas sociais associados a ela, como a fome e a desnutrição.

A RHMED relembra que a alimentação tem um papel fundamental na nossa qualidade de vida e tem a função de ofertar todos os nutrientes que nosso corpo necessita.  Ter uma alimentação equilibrada é importante para fornecer todos os nutrientes necessários para manter as atividades diárias e promover um bem-estar físico e mental. Além disso, previne doenças crônicas.

Para que a alimentação seja saudável, ela deve ser composta de proteínas, carboidratos, gorduras, fibras, vitaminas cálcio e outros minerais. Variar os tipos de cereais, de carnes, de verduras, legumes e frutas, alternando as cores dos alimentos. Tudo deve ser consumido em moderação, nada em excesso. Sendo muito importante adaptar uma dieta saudável e adequada ao nosso estilo de vida.

Dicas para uma alimentação saudável:

  • Aumente e varie o consumo de frutas, legumes e verduras;
  • Coma feijão pelo menos 1 vez ao dia;
  • Reduza o consumo de sal;
  • Reduza o consumo de alimentos gordurosos;
  • Faça pelo menos 4 refeições por dia café da manhã, almoço, jantar e os lanches. Não pule as refeições;
  • Mantenha o seu peso dentro dos limites saudáveis;
  • Aprecie sua refeição e coma devagar;
  • Beba água;
  • Faça exercícios regularmente.

 

O hábito se adquire com constância e persistência. Por isso, outra dica importante é começar com os passos mais fáceis e segui-lo todos os dias. Quando o passo já fizer parte da rotina, é hora de seguir para o próximo.  A alimentação saudável pode e deve ser gostosa.

COMO PODEMOS TE AJUDAR?

A RHMED é especialista em Saúde Ocupacional e Segurança no Trabalho e atua há mais de 20 anos no mercado. São mais de 500 mil vidas atendidas por profissionais qualificados e dedicados aos clientes. Conheça mais sobre a RHMED aqui!

Dia Nacional de Doação de Órgãos

Mais do que uma demonstração de empatia e generosidade, a doação de órgãos pode ser a única esperança de vida ou oportunidade de recomeço para pacientes à espera de transplante. No Dia Nacional de Doação de Órgãos, lembrado em 27 de setembro, é essencial reforçar a utilidade pública da iniciativa de defesa da vida. Dados da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) revelam que, ano passado, o país alcançou recorde histórico de 16,6 mil doadores efetivos para cada milhão de habitantes, o que mostra um salto de, aproximadamente, 25 mil transplantes, em 2016, para 27 mil, em 2017. E foi a primeira vez também que a quantidade de doadores cresceu por sete trimestres seguidos.

No Brasil, para se tornar um doador, o primeiro passo é comunicar a intenção à família, uma vez que a concessão de órgãos só é feita mediante autorização familiar. A doação fica impossibilitada a pessoas que não possuem documentação, menores de 18 anos e as que tenham restrições clínicas, como conhecimento da causa da morte e doenças infecciosas ativas, dentre outros. Os órgãos doados seguem para pacientes que necessitam de um transplante e estão aguardando em lista única, definida pela Central de Transplantes da Secretaria de Saúde de cada estado e controlada pelo Sistema Nacional de Transplantes.

Seja um doador de órgãos

Há dois tipos de doadores: o doador vivo, que pode ser qualquer pessoa que concorde com a doação, desde que não prejudique a sua própria saúde. Em vida, podem ser doados rins, parte do fígado, parte da medula óssea ou parte do pulmão. Pela lei, parentes até o quarto grau e cônjuges podem ser doadores. Não parentes só com autorização judicial; e o doador falecido, que são os com morte encefálica comprovada. O Sistema Único de Saúde (SUS) tem o maior programa público de transplante do mundo, em que 87% dos transplantes de órgãos são feitos com recursos públicos.

A RHMED

A RHMED tem a solução adequada para atender à demanda de Segurança do Trabalho nas empresas, disponibilizando produtos para prevenção dos acidentes de trabalho e enfermidades ocupacionais, além de resguardar a integridade e a capacidade do colaborador. Conheça um pouco mais sobre nós aqui!

Dia de Prevenção do Suicídio evidencia importância do tema

O dia 10 de setembro foi definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. Desde 2014, Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), promove a campanha nacional Setembro Amarelo, que alerta para a prevenção ao suicídio.

Para exemplificar a importância desse tema, a cada 40 segundos, há um suicídio no mundo, e no Brasil ocorre um suicídio a cada 45 minutos. No total, o número chega a 1 milhão de pessoas que tiraram sua própria vida e essa é uma das causas principais das mortes de jovens entre 15 e 29 anos, adolescentes e crianças. Pelos dados da OMS, o suicídio é a terceira causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, sendo também a sétima causa de morte de crianças entre 10 e 14 anos de idade.

VISÃO DO ESPECIALISTA EM PREVENÇÃO DE SUICÍDIO

O presidente eleito da Associação Psiquiátrica da América Latina (Apal) e superintendente técnico da ABP, Antônio Geraldo da Silva, destacou a importância da campanha para prevenção e conscientização, afirmando que esses números apresentados acima são altíssimos, mas que não apresentam a totalidade dos suicídios.

Ainda segundo Antônio Geraldo, a campanha Setembro Amarelo e o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio têm o objetivo de salvar vidas, pois 90% dos casos poderiam ser evitados, se as pessoas tivessem acesso à algum tipo de tratamento da doença que levou ao suicídio. Ele afirma que todos os casos de suicídio há algum tipo de transtorno mental.

CAMPANHA PARA AJUDAR

A Associação Psiquiátrica da América Latina (Apal) pretende lançar campanhas nas redes sociais ao longo de setembro para alertar sobre suicídio e oferecer apoio e ajuda.  Antônio Geraldo quer levar esse tema às escolas, empresas e instituições, para popularizar a campanha. Para ele, também é importante as pessoas e seus familiares não negarem que existem transtornos mentais, pois isso dificulta a prevenção.

O USO DE DROGAS

O psiquiatra Jorge Jaber, membro fundador e associado da International Society of Addiction Medicine, especialista no tratamento de dependentes químicos, ressaltou que o uso de álcool e drogas é o segundo fator depois das doenças psiquiátricas, como ansiedade e depressão, que leva ao aumento de suicídios.

Segundo ele, o suicídio é a causa de morte mais facilmente evitável entre todas as doenças, já que outras doenças precisam de alto custo médico para tratamento, e o impedimento médico do suicídio pode ser atingido com remédios bem mais baratos e somente conversando com o paciente. Para Jaber, o fundamental é dar atenção e escutar aquele que pensa em tirar sua própria vida.

COMO PODEMOS TE AJUDAR?

A RHMED é especialista em Saúde Ocupacional e Segurança no Trabalho e atua há mais de 20 anos no mercado. São mais de 500 mil vidas atendidas por profissionais qualificados e dedicados aos clientes. Já publicamos sobre transtornos mentais, clique aqui para ver!