coracao

Dia Mundial do Coração: a importância da prevenção em sua empresa

Os números não deixam dúvida quanto à urgência do tema. A cada hora, pelo menos 40 pessoas morrem em decorrência de doenças cardíacas. A maior parte é formada por homens com mais de 50 anos. Mas desde 2010. O Ministério da Saúde tem alertado quanto ao aumento da incidência em mulheres e indivíduos com menos de 40 anos.

Todo 29 de setembro, o Dia Mundial do Coração, nos dá a oportunidade de chamar a atenção para o problema e de sensibilizar os trabalhadores quanto à importância da prevenção em qualquer idade.

De acordo com levantamento da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), divulgado em 2018, mais de 300 mil pessoas apresentam algum tipo de doença cardiovascular. Infarto e AVC, as mais frequentes, são responsáveis por 82% dos casos de atendimentos nos hospitais. Na maior parte das vezes, estresse, sedentarismo, má alimentação, sobrepeso e tabagismo surgem como os vilões, além da pré-disposição genética e das condições de saúde crônicas como a hipertensão, o diabetes e as altas taxas de colesterol e triglicérides.

 

Então, como fazer para prevenir doenças do coração?

As empresas podem ajudar na conscientização dos colaboradores.  O primeiro passo pode ser uma abordagem motivacional, algo que os conscientize e incentive, de fato, a mudar o estilo de vida e estender os novos hábitos às suas próprias famílias. Gerir e fazer circular informações sobre os benefícios da alimentação saudável, práticas de exercícios físicos e males do tabagismo já consistem num relevante avanço.

Mais do que transmitir informação, pode-se criar intervenções para estimular tais mudanças, o que vai favorecer tanto o funcionário quanto a organização. As doenças cardiovasculares ainda estão entre as principais causas de licença médica do trabalho e, consequentemente, da queda de produtividade nas organizações.

 

RHMED|RHVIDA: atenção à rotina de trabalho e programas de saúde

A RHMED|RHVIDA recomenda que a empresa incentive exames médicos periódicos, contribuindo com flexibilização do horário, folgas se for necessário entre outras coisas. Prevenir e acompanhar funcionários já diagnosticados com algum problema cardíaco ou circulatório são medidas preventivas simples essenciais. Realizar palestras, disponibilizar orientação individual, promover campanhas sobre os males do coração e incentivar a sociabilização por meio de atividades conjuntas criam um clima de cumplicidade e responsabilidade sempre benéfico ao ambiente de trabalho.

 

Quais os principais fatores de risco?

Colesterol e/ou triglicérides elevados

Pressão arterial alta

Diabetes

Tabagismo

Consumo excessivo de álcool

Estresse

Esgotamento

Alimentação inadequada: excesso de sal, açúcar, gordura e alimentos ultraprocessados

Sedentarismo

Obesidade

 

Além de conhecer os principais fatores de risco, a consulta a um médico é imprescindível. Há dicas e informações que podem ser compartilhadas com segurança para melhorar a sua saúde na empresa.

O que fazer para prevenir?

Aderir a uma dieta alimentar orientada e equilibrada.

Monitorar frequentemente a pressão arterial.

Fazer consultas médicas periodicamente.

Cultivar uma vida ativa, fazer caminhadas diárias (no mínimo, 30 minutos) ou algum outro tipo de atividade física (pedalar, correr, praticar esportes, ir à academia, levar o cachorro para passear etc.).

Não fumar ou ingerir bebidas alcoólicas em excesso.

Gerenciar o estresse, fazendo pequenas pausas durante o trabalho,  compartilhar  sentimentos, e problemas do dia a dia. Buscar equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Evitar excesso de bebidas com cafeína assim como  refrigerantes. Nada de ingerir estimulantes ou remédios sem indicação médica.

Sempre que possível procurar dormir, pelo menos, oito horas diárias.

Aproveitar os fins de semana para lazer, com família e amigos.