Outubro Rosa: RHMED relembra cuidados com a saúde da mulher

O número de novos casos de câncer de mama esperado para o Brasil até o fim deste ano é de 59.700, segundo dados do INCA – Instituto Nacional de Câncer. A cada ano morrem cerca de dez mil mulheres com mais de 35 anos de idade por causa da doença. Mas essa realidade pode ser diferente com mudanças simples no cotidiano, como manter uma alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos regularmente e fazer exames preventivos periódicos.

Um movimento muito forte denominado Outubro Rosa foi criado nos Estados Unidos, na década de 1990, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. O Brasil participa oficialmente do movimento desde 2010, promovendo espaços de discussão sobre câncer de mama, divulgando e disponibilizando seus materiais informativos, tanto para profissionais de saúde quanto para a sociedade.

Como o próprio nome diz, esse tipo de câncer afeta as mamas, glândulas formadas por lobos, que se dividem em estruturas menores chamadas lóbulos e ductos mamários. É o tumor que mais mata mulheres no país, segundo o INCA.

Fatores de Risco para o Câncer de Mama:

  • Menarca precoce (antes dos 12 anos) e menopausa tardia (após 55 anos).
  • Nuliparidade (não ter filhos).
  • Primeira gravidez após os 30 anos de idade.
  • Uso de contraceptivos com altas doses hormonais, por período prolongado
  • Praticar hábitos de vida não saudáveis: Ingerir bebidas alcoólicas, ser sedentário, ter sobrepeso, fumar, etc.
  • Predisposição genética;

Outubro Rosa: prevenção é o mais importante

  • De 40 a 49 anos, a recomendação é o exame clínico anual da mamas, por profissional da saúde especializado e em caso de achados anormais, mamografia deverá ser prescrita.
  • Mulheres de 50 a 69 anos devem realizar mamografia a cada dois anos (quando não há sintomas);
  • A orientação é que a mulher realize a auto exame das mamas, podendo ser no (banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano).

RHMED é referência em Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho no Brasil e conta com unidades próprias no Rio de Janeiro e São Paulo , além de uma ampla rede de prestadores distribuídas em todas as regiões do Brasil. Clique aqui para ler nossos artigos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *