Diálogo Sobre Saúde e Segurança_RHMED|RHVIDA

Desafio de evitar acidentes dentro e fora das empresas

As empresas são formadas por pessoas. E pessoas, como se sabe, exigem atenção e cuidados. O que à primeira vista pode parecer excesso de zelo, na verdade, significa: não se descuide daqueles que estão ao seu lado e que dão vida ao ambiente de trabalho. A segurança ocupacional tem, entre suas preocupações, não só implantar medidas efetivas que evitem acidentes, mas também práticas e precauções capazes de prevenir doenças ligadas à rotina laboral. Uma empresa só é saudável se seus colaboradores também o forem, certo?

Vencida essa etapa, propomos a você um desafio: transfira agora toda a preocupação que tem com a equipe à sua volta para o conjunto da sociedade. Entenda que prevenir acidentes é uma responsabilidade que, obrigatoriamente, transcende o ambiente de trabalho. Pense, então, de forma ainda mais global: uma empresa só é saudável se evita acidentes e assegura o bem-estar de todos.

TRABALHAR COM SEGURANÇA É POSSÍVEL

Nada disso é utopia, mas sim visão do espaço e da importância que as empresas têm na sociedade, trata-se de uma nova visão de mercado. Uma sociedade que sabe que acidentes podem ser evitados por adoção de metidas efetivas e – e na maior parte das vezes – simples de prevenção.

Assim como não podemos descuidar do que acontece intramuros na empresa, não podemos descuidar com os que nos cercam no bairro, na cidade e daí em diante. Sobreviver no mercado é aprender a construir ambientes livres de acidentes, saudáveis e produtivos interna e externamente, é gerar credibilidade nas intenções e ações.

E credibilidade e confiança são construídas com base na responsabilidade social, na aceitação de que temos que cuidar uns dos outros. É prevenir acidentes que nada de ruim atinja quem quer que seja por nossa causa. Empresas que não se prepararam para o pior podem pagar um altíssimo preço por isso. Não conte com o acaso, mas sim com medidas concretas de segurança.

É muito comum no mercado os negócios administrarem possibilidades de acidentes com técnicas de gestão de riscos. A reflexão importante da RHMED|RHVIDA aqui é se de fato estamos tomando decisões considerando todos os riscos ou se estamos com uma visão parcial e convivendo com a próxima tragédia.

O QUE SÃO EMPRESAS SEGURAS

Ser uma empresa segura dá muito trabalho. Não tem atalhos para isso. Exige muita transparência, coragem, disciplina e empenho para trabalhar de maneira séria esse assunto. Isso envolve os executivos de alto escalão das empresas, o conselho de administração, os clientes, os investidores, os fornecedores, enfim, todos os stakehoders de uma empresa.

Não faltam exemplos consistentes para comprovar a importância da prevenção de acidentes e evidenciar o estrago que postergar decisões representa para um grupo empresarial, independentemente do seu tamanho, atividade, histórico, posição na bolsa etc. Bancar a avestruz já balançou empresas poderosas, que poderiam, por meio de medidas preventivas, ter escrito outra história para si e para os outros.

O petroleiro Exxon Valdez e a BP no Golfo do México – responsáveis por tragédias ambientais cujos efeitos são sentidos ainda hoje na natureza -; TAM e o desastre aéreo em 2007, que matou 199 pessoas; o incêndio na boate Kiss; Samarco e Vale, com os catastróficos rompimentos de barragem em Mariana e Brumadinho; e o incêndio no CT do Flamengo, que matou dez jovens atletas, são apenas alguns casos em que tudo poderia ter sido diferente.

Cabe a cada empresa decidir que tipo de história quer protagonizar. A RHMED|RHVIDA já escolheu a sua escolhemos a nossa, que é livre de acidentes. E você? Estamos aqui para ajudá-lo, conte conosco.